Estoque ovariano, hormônio anti-mulleriano e FSH

Você sabe por que a mulher só pode engravidar até certa idade e a idade reprodutiva do homem dura enquanto ele viver? Porque enquanto eles produzem espermatozoides ao longo da vida toda, a gente vem com um estoque fixo de óvulos. E é isso que faz nosso relógio biológico se tornar (com o perdão do trocadilho) uma bomba-relógio quando estamos beirando os 35 anos.

Porque mesmo que tudo tenha corrido bem até então (ou seja, nada de ovário policístico ou doenças mais graves) e nossa menstruação tenha sido regular, é por volta desta idade que o estoque vai assumindo níveis preocupantes. E como saber se este é o seu caso?

Existem dois exames de sangue que dão uma ideia do que pode estar acontecendo com sua reserva ovariana: um deles é o hormônio antimülleriano. O outro é o FSH (hormônio folículo-estimulante)

Ou na explicação do especialista Renato Kalil (veja o artigo completo aqui), “sabe-se que os níveis de FSH aumentam à medida que a mulher se aproxima da menopausa, pelo simples fato de que ela tem uma menor quantidade de folículos disponíveis”. Para você ter uma ideia, o valor de referência dos laboratórios para mulheres em idade fértil é de, no máximo, 30 mUI/mL. Ou seja, acima disso, já indica que seus óvulos podem estar acabando e a menopausa, se aproximando.

Por sua vez, segundo o dr. Renato no mesmo artigo, “o hormônio anti-mulleriano é produzido pelos folículos ovarianos em crescimento, por este motivo é considerado um dos melhores marcadores endócrinos na determinação da qualidade e quantidade da reserva ovariana”. Mas se a minha reserva está baixa devo desistir de engravidar? NÃO!

Primeiro porque a medicina não é uma ciência exata. Depois porque a medicina alopática não é a única ciência que trata da saúde do corpo, então, vamos com calma. Eu me desesperei quando vi o valor do meu hormônio anti-mulleriano e o médico não teve o menor tato para dar a notícia e ainda dizer que eu poderia entrar em menopausa precoce. Desde então, já procurei outros especialistas e eles não são unânimes. A verdade é que a gente precisa de um só óvulo para ter um bebê, certo? E embora as estatísticas digam que quanto menor o estoque ovariano, menor a qualidade dos óvulos, mais uma vez, é apenas estatística.

Mas se você partir para um procedimento como inseminação artificial ou fertilização in vitro (FIV), vai ser válido ter esses números em mãos, porque é uma orientação para o médico da quantidade de hormônios que você vai precisar tomar para que os seus folículos (que são como “casinhas” dos óvulos enquanto eles não amadurecem) cresçam e apareçam.

Neste caso, os médicos seguem mais ou menos isso aqui:

Se o hormônio anti-mulleriano é inferior a 0,16 ng/ml, você deve ter uma resposta muito baixa. Mesmo com os estímulos, provavelmente não terá mais de dois óvulos em um ciclo. Se fica entre 0,16 e 1 ng/ml, deve ter de 2 a 5 óvulos com a indução. Foi exatamente o meu caso nas duas FIVs que fiz, e meu hormônio está em 0,48, só para vocês terem ideia. Acima disso, os resultados tendem a ser melhores.

O mais importante, porém, é ter um controle do que está acontecendo com o seu corpo, mas não se desesperar. Várias ciências podem ajudar neste sentido: a homeopatia e a ayurveda, por exemplo. Já já a gente vai falar disso aqui. Fique de olho!

 

Foto: Flickr/US Fish and Wildlife


10 thoughts on “Estoque ovariano, hormônio anti-mulleriano e FSH

  1. […] ovariana”, ou seja, quantos “jogadores” ainda temos em campo. Um deles é o exame de hormônio... cademeunenem.com.br/o-que-sao-foliculos
  2. […] *O exame anti-mulleriano mostra como está nosso estoque ovariano. Ao contrário dos homens, que pro... cademeunenem.com.br/mulheres-que-trabalham-a-noite-tem-menos-ovulos-maduros
  3. […] aí que eu entro, afinal, não tenho SOP, mas tenho baixo estoque ovariano, ou seja, poucos óvulos.... cademeunenem.com.br/voce-ja-ouviu-falar-em-mio-inositol
  4. […] Na primeira consulta com uma especialista, ela me explicou todos os processos e me pediu o exame ant... cademeunenem.com.br/tive-leucemia-aos-4-anos-de-idade
  5. […] Depois, nossos hormônios e glândulas precisam estar ok. Quem tem tendência a problemas na tireoid... cademeunenem.com.br/quando-procurar-um-especialista-em-reproducao
  6. […] pra minha médica que queria fazer indução da ovulação, mesmo não tendo uma indicação formal.... cademeunenem.com.br/perdi-bebe-no-natal-e-cai-em-depressao
  7. […] os meus exames estavam perfeitos, mas minha reserva ovariana começava a atrapalhar, o que já era e... cademeunenem.com.br/realizei-nove-fiv
  8. […] Ele me pediu um exame de contagem de óvulos e eu descobri que tenho baixa produção (meu antimulle... cademeunenem.com.br/heitor-morreu-trombofilia
  9. […] Sim! Toda mulher que deseja engravidar tem uma bomba-relógio nos ovários. Isso porque, como já co... cademeunenem.com.br/ovodoacao-e-mais-simples-que-parece
  10. […] fatores apavoram quem opta pela maternidade tardia. A primeira é o tal do baixo estoque ovariano (e... cademeunenem.com.br/os-beneficios-da-maternidade-tardia

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *