Estoque ovariano, hormônio anti-mulleriano e FSH

Você sabe por que a mulher só pode engravidar até certa idade e a idade reprodutiva do homem dura enquanto ele viver? Porque enquanto eles produzem espermatozoides ao longo da vida toda, a gente vem com um estoque fixo de óvulos. E é isso que faz nosso relógio biológico se tornar (com o perdão do trocadilho) uma bomba-relógio quando estamos beirando os 35 anos.

Porque mesmo que tudo tenha corrido bem até então (ou seja, nada de ovário policístico ou doenças mais graves) e nossa menstruação tenha sido regular, é por volta desta idade que o estoque vai assumindo níveis preocupantes. E como saber se este é o seu caso?

Existem dois exames de sangue que dão uma ideia do que pode estar acontecendo com sua reserva ovariana: um deles é o hormônio antimülleriano. O outro é o FSH (hormônio folículo-estimulante)

Ou na explicação do especialista Renato Kalil (veja o artigo completo aqui), “sabe-se que os níveis de FSH aumentam à medida que a mulher se aproxima da menopausa, pelo simples fato de que ela tem uma menor quantidade de folículos disponíveis”. Para você ter uma ideia, o valor de referência dos laboratórios para mulheres em idade fértil é de, no máximo, 30 mUI/mL. Ou seja, acima disso, já indica que seus óvulos podem estar acabando e a menopausa, se aproximando.

Por sua vez, segundo o dr. Renato no mesmo artigo, “o hormônio anti-mulleriano é produzido pelos folículos ovarianos em crescimento, por este motivo é considerado um dos melhores marcadores endócrinos na determinação da qualidade e quantidade da reserva ovariana”. Mas se a minha reserva está baixa devo desistir de engravidar? NÃO!

Primeiro porque a medicina não é uma ciência exata. Depois porque a medicina alopática não é a única ciência que trata da saúde do corpo, então, vamos com calma. Eu me desesperei quando vi o valor do meu hormônio anti-mulleriano e o médico não teve o menor tato para dar a notícia e ainda dizer que eu poderia entrar em menopausa precoce. Desde então, já procurei outros especialistas e eles não são unânimes. A verdade é que a gente precisa de um só óvulo para ter um bebê, certo? E embora as estatísticas digam que quanto menor o estoque ovariano, menor a qualidade dos óvulos, mais uma vez, é apenas estatística.

Mas se você partir para um procedimento como inseminação artificial ou fertilização in vitro (FIV), vai ser válido ter esses números em mãos, porque é uma orientação para o médico da quantidade de hormônios que você vai precisar tomar para que os seus folículos (que são como “casinhas” dos óvulos enquanto eles não amadurecem) cresçam e apareçam.

Neste caso, os médicos seguem mais ou menos isso aqui:

Se o hormônio anti-mulleriano é inferior a 0,16 ng/ml, você deve ter uma resposta muito baixa. Mesmo com os estímulos, provavelmente não terá mais de dois óvulos em um ciclo. Se fica entre 0,16 e 1 ng/ml, deve ter de 2 a 5 óvulos com a indução. Foi exatamente o meu caso nas duas FIVs que fiz, e meu hormônio está em 0,48, só para vocês terem ideia. Acima disso, os resultados tendem a ser melhores.

O mais importante, porém, é ter um controle do que está acontecendo com o seu corpo, mas não se desesperar. Várias ciências podem ajudar neste sentido: a homeopatia e a ayurveda, por exemplo. Já já a gente vai falar disso aqui. Fique de olho!

 

Foto: Flickr/US Fish and Wildlife


16 thoughts on “Estoque ovariano, hormônio anti-mulleriano e FSH

  1. […] ovariana”, ou seja, quantos “jogadores” ainda temos em campo. Um deles é o exame de hormônio... cademeunenem.com.br/o-que-sao-foliculos
  2. […] *O exame anti-mulleriano mostra como está nosso estoque ovariano. Ao contrário dos homens, que pro... cademeunenem.com.br/mulheres-que-trabalham-a-noite-tem-menos-ovulos-maduros
  3. […] aí que eu entro, afinal, não tenho SOP, mas tenho baixo estoque ovariano, ou seja, poucos óvulos.... cademeunenem.com.br/voce-ja-ouviu-falar-em-mio-inositol
  4. […] Na primeira consulta com uma especialista, ela me explicou todos os processos e me pediu o exame ant... cademeunenem.com.br/tive-leucemia-aos-4-anos-de-idade
  5. […] Depois, nossos hormônios e glândulas precisam estar ok. Quem tem tendência a problemas na tireoid... cademeunenem.com.br/quando-procurar-um-especialista-em-reproducao
  6. […] pra minha médica que queria fazer indução da ovulação, mesmo não tendo uma indicação formal.... cademeunenem.com.br/perdi-bebe-no-natal-e-cai-em-depressao
  7. […] os meus exames estavam perfeitos, mas minha reserva ovariana começava a atrapalhar, o que já era e... cademeunenem.com.br/realizei-nove-fiv
  8. […] Ele me pediu um exame de contagem de óvulos e eu descobri que tenho baixa produção (meu antimulle... cademeunenem.com.br/heitor-morreu-trombofilia
  9. […] Sim! Toda mulher que deseja engravidar tem uma bomba-relógio nos ovários. Isso porque, como já co... cademeunenem.com.br/ovodoacao-e-mais-simples-que-parece
  10. […] fatores apavoram quem opta pela maternidade tardia. A primeira é o tal do baixo estoque ovariano (e... cademeunenem.com.br/os-beneficios-da-maternidade-tardia
  11. […] chegando aos 40, socorro!” – e com o resultado do hormônio anti-mulleriano (AMH), que, com... cademeunenem.com.br/fertilidade-idade-da-mulher
  12. […] possibilidades e o fim de qualquer certeza. Meus exames estavam favoráveis, com exceção do meu es... cademeunenem.com.br/inseminacao-fertilizacao-um-ovulo
  13. […] sabe quanto deu seu antimulleriano, seu FSH, seu LH, não lembra se tem […]... cademeunenem.com.br/quase-mamae-de-cada-signo
  14. Greice Responder

    Que site riquíssimo! Como não o encontrei antes!
    Muito obrigada, minha querida (é assim que vc já é para mim) por compartilhar a sua história. Já li algumas e consigo ler e sentir um pouquinho das suas emoções.
    É claro que cheguei aqui porque o desespero bateu,RS. 4 anos de tentativas naturais, tenho endometriose e estou chateada porque a minha médica simplesmente pedia só o FSH Certo que o meu FSH sempre deu um bom resultado, mas custava pedir o HAM? Custava explicar que tem outro exame que mostra com exatidão a minha reserva
    ovariana?! Acabei indo ao especialista em reprodução e foi então que eu ouvi falar do HAM, a importância dele e então o médico pediu o exame. Peguei o resultado e nunca chorei tanto nestes 4 anos tentivas e um aborbo no ano passado como chorei ao descobrir que aos 33 anos ano minha reserva é de 0,51. Criei uma raiva com a frase “mas a mulher pode engravidar tranquila aos 35 anos”. É verdade, e pode mesmo! Porém, insentivar que a mulher pode esperar os seus 35/40 anos (como muitos profissionais da saúde falam) eu acho um risco tremendo. Talvez a melhor indicacao seria orientar a mulher que quer engravidar após os 35 anos a realizar exames preventivos, em especial o HAM, para saber se dá para esperar, senão pode ser tarde. Pensou se eu espero os 35 anos?! Enfim, depois do pequeno desafabo, continuarei aqui maratonando,RS. Mais uma vez, obrigada. Grande beijo.

    1. Pri Portugal Responder

      Querida, fico contente que tenha gostado do site e se sentido acolhida. Desabafos são sempre válidos e entendo perfeitamente como vc se sente. Só quero deixar uma mensagem pra vc: engravidei com HAM de 0,35 – inclusive alguns exames diziam 0,25, viu? Então vai com fé e informação que vai dar certo 🙂

  15. […] durante duas horas na clínica a cada dois meses. Tudo isso correndo contra o relógio, pois meu hor... cademeunenem.com.br/como-lidar-com-expectativa

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.