O que são folículos? Meus óvulos estão velhos? Calma! Entenda

Quando você começa a se informar sobre como funciona exatamente seu ciclo menstrual, tudo é muito confuso. Menarca, ovulação, folículos… Calma, vamos te ajudar a entender.

Primeiro, a gente aprende que o dia 1 do ciclo é quando a gente menstrua. Sim, no próprio dia em que desceu a bendita. No dia seguinte, você começa a contar o dia 2 e assim por diante. Se seu ciclo for regular, de 28 dias, como a média das brasileiras, muito provavelmente por volta do dia 14 você está ovulando. Mas o que significa ovular?

Vamos voltar um pouco para entender. Quando a mulher nasce, ela tem milhares de folículos. Oi? Folículo, no dicionário mesmo, significa “película, casca, membrana”. A gente aqui do Cadê meu Neném? gosta de entender o folículo como a “casinha dos óvulos”. Ele fica ali, protegendo até a hora certa.

Mas essa hora demora um pouco para chegar. É que o folículo tem cinco fases de vida: a primordial, a primária, a secundária, a pré-antral e a antral. Aqui, o papo fica muito técnico, então vamos poupar vocês disso. A questão é que só quando ele chega na fase antral ele é capaz de ovular. É o tal do 14º dia do seu ciclo, quando o folículo se rompe e libera o óvulo. Você já sabe, mas não custa repetir: é esse óvulo que encontra um espermatozoide e vai dar origem a um embrião. Que depois vira um bebê ?

Então. Só que quando a mulher nasce com todo aquele monte de folículo (cerca de 650.000), ela não pode ter bebê, certo? Ela só pode engravidar depois da menarca, ou seja, a primeira menstruação, que costuma ocorrer entre os 10 e os 15 anos. Nessa fase da vida, olha só que injusto, nosso número de folículos já caiu para menos de 400.000*.

E, detalhe: a cada ciclo, liberamos pelo menos um óvulo, mas nunca mais criamos novos folículos. E para chegar a esse óvulo, “usamos”, em média 1.000 folículos. Aí que a vida fértil de uma mulher tem os dias contados, literalmente. Por isso sentimos o relógio biológico quase explodir aos 35 anos, porque já liberamos mais de 120.000 folículos, ou seja… aí bate aquele desespero.

Quando vamos procurar um especialista, ele costuma pedir exames para medir a nossa “reserva ovariana”, ou seja, quantos “jogadores” ainda temos em campo. Um deles é o exame de hormônio antimulleriano, que costuma assustar bastante a gente se dá abaixo de 0,5, estatística apontada pelos médicos como a de uma mulher que vai responder mal a estímulos de ovário. Isso pode, sim, ser verdade, mas está longe de ser uma verdade absoluta, pois depende de uma série de fatores, como a avaliação dos níveis de outros hormônios (como o FSH e o LH), a idade da mulher e outras informações.

E mais: um estoque (ou reserva) ovariano baixo NÃO QUER DIZER que você não pode engravidar e muito menos explica por qual razão não engravidou ainda. Ou seja, ele NÃO É UM DIAGNÓSTICO. É no máximo um alerta de que vale acelerar um pouco o processo e considerar um tratamento mais invasivo para ganhar do relógio.

 

 

 

*Fonte: este artigo científico da Unifesp

**Foto:Flickr/Hey Paul Studios


2 thoughts on “O que são folículos? Meus óvulos estão velhos? Calma! Entenda

  1. […] 21 de fevereiro de 2018. Fizemos o primeiro ultrassom. O resultado? Ruim, mas esperado: tenho 4 fol... cademeunenem.com.br/4-foliculos
  2. […] fizemos a contagem dos folículos antrais e graças a Deus minha reserva ovariana ainda era boa (ent... cademeunenem.com.br/fiz-inseminacao-coito-fiv-ansiedade

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *