Inseminação artificial, fertilização in vitro, bebê de proveta e mais

 

Quando a gente resolve procurar um especialista – cerca de um ano depois de tentar naturalmente ou então seguindo uma recomendação médica – não faz ideia do que vai encontrar no laboratório nem os próximos passos a seguir. A maioria das pessoas para quem eu contava minha história me perguntava: afinal, qual a diferença entre inseminação artificial, fertilização in vitro e bebê de proveta?

Eu mesma, é claro, antes de começar minha jornada (que você acompanha aqui), não fazia ideia. Aí descobri que normalmente os médicos seguem três etapas, nesta ordem: coito programado, inseminação artificial e fertilização in vitro. Cada uma delas com seus lados positivo e negativo. Cada uma delas com seu custo. Cada uma delas com um grau de envolvimento emocional. Acompanhe aqui no Cadê meu neném? que eu vou falar de cada um deles.

 

Foto: Flickr/Caroline


5 thoughts on “Inseminação artificial, fertilização in vitro, bebê de proveta e mais

  1. Suzana Responder

    Me deixou curiosa… 🙂

  2. […] quando começou nossa corrida. O primeiro médico nos mandou para Porto Alegre para fazermos uma fer... cademeunenem.com.br/espera-fiv-azoospermia-e-trombofilia
  3. […] minha, que vocês já conhecem: 32 anos, AMH em 0,25, médico insensível dizendo pra começar uma F... cademeunenem.com.br/fertilidade-idade-da-mulher
  4. […] odontológico, pois as alterações hormonais – que acontecem também em tratamentos de fertiliza... cademeunenem.com.br/fertilidade-tem-a-ver-com-dentes
  5. […] quando a menstruação vem, você desmorona. Quando o beta sai negativo, você desaba. Quando a FIV ... cademeunenem.com.br/disciplina-e-flexibilidade

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *