“O diagnóstico do meu marido foi oligospermia. Já me revoltei contra a vida, mas hoje resolvi ser feliz, com ou sem filhos”

“Sempre falávamos em ter filhos, mas foi após sete anos de casados, em 2013, que resolvemos procurar um médico. Ele nos trouxe o diagnóstico: oligospermia, ou seja, baixa produção espermática do meu marido. more ““O diagnóstico do meu marido foi oligospermia. Já me revoltei contra a vida, mas hoje resolvi ser feliz, com ou sem filhos””

“Demorei para descobrir que tenho uma má-formação das trompas. Sempre quis ter dois filhos, mas comecei a acreditar que, se conseguisse um, já seria o suficiente”.

Sou de uma família do interior de São Paulo, então fui criada para casar e ter filhos. Ainda que minha família não seja tão conservadora a ponto de achar que mulher tem que ficar cuidando da casa, fui condicionada a isso. more ““Demorei para descobrir que tenho uma má-formação das trompas. Sempre quis ter dois filhos, mas comecei a acreditar que, se conseguisse um, já seria o suficiente”.”

“Foram quatro médicos, um ano de coito programado, cinco inseminações, duas FIVs e nenhum diagnóstico”

“Faz quase 11 anos que me casei e eu e meu marido já estávamos juntos há três. Nunca usamos qualquer método contraceptivo, então já no primeiro ano de casada, busquei um médico tradicional em Curitiba e ele foi bastante seco. Mesmo assim, resolvemos tentar o coito programado. more ““Foram quatro médicos, um ano de coito programado, cinco inseminações, duas FIVs e nenhum diagnóstico””

Setembro de 2014

Meus pais resolvem nos incentivar em uma nova tentativa de fertilização – e dão o apoio emocional e financeiro necessário para isso. Mas, desta vez, o resultado foi ainda mais dolorido: apesar de um estímulo hormonal ainda maior, não tivemos sequer um embrião, pois meus óvulos não amadureceram o suficiente. more “Setembro de 2014”