“Eu tinha endometriose e cistos no ovário. Meu marido, ausência de espermatozoides. Acabamos adotando 4 crianças”

“Eu tinha endometriose e cistos no ovário. Cheguei a fazer várias cirurgias para retirar e cauterizar os cistos, mas os médicos diziam que o tratamento seria engravidar. Meu marido nunca tinha investigado sua produção de espermatozoides, mas não imaginamos que seria um problema. more ““Eu tinha endometriose e cistos no ovário. Meu marido, ausência de espermatozoides. Acabamos adotando 4 crianças””

“Adotei meus dois primeiros filhos e, cinco anos depois, engravidei naturalmente”

Eu sempre quis tanto ser mãe que, quando casei, em 1989, levei no meu enxoval um jogo de lençol de berço. E era azul ainda! Com um ano de casada, eu já comecei a tentar engravidar. Foram seis meses tentando, visitei um médico em Curitiba (eu morava no interior do Paraná), fiz alguns exames e nada. more ““Adotei meus dois primeiros filhos e, cinco anos depois, engravidei naturalmente””

14 de junho de 2016

Querido diário, hoje fui ao lançamento do livro “Te amo até a lua”, da querida Ana Davini, que escreveu justamente contando sua experiência com a infertilidade, os tratamentos e o processo de adoção, dando o passo a passo e explicando como se sentia. more “14 de junho de 2016”

“Com a Síndrome dos Ovários Policísticos não pude engravidar naturalmente. Ao invés de fazer uma FIV, preferi adotar e sou completamente realizada”

Tive apenas dez segundos para decidir se seria mãe. Mas essa é uma longa história. Em 2012, após dois anos tentando engravidar, meu médico disse que isso seria impossível de forma convencional, pois eu tinha Síndrome dos Ovários Policísticos. more ““Com a Síndrome dos Ovários Policísticos não pude engravidar naturalmente. Ao invés de fazer uma FIV, preferi adotar e sou completamente realizada””

“O diagnóstico do meu marido foi oligospermia. Já me revoltei contra a vida, mas hoje resolvi ser feliz, com ou sem filhos”

“Sempre falávamos em ter filhos, mas foi após sete anos de casados, em 2013, que resolvemos procurar um médico. Ele nos trouxe o diagnóstico: oligospermia, ou seja, baixa produção espermática do meu marido. more ““O diagnóstico do meu marido foi oligospermia. Já me revoltei contra a vida, mas hoje resolvi ser feliz, com ou sem filhos””

Abril de 2016

Querido diário, as esperanças de engravidar naturalmente se exauriram. À custa de muita meditação, muito choro, muita terapia e muitas conversas com meu marido e nossos pais e irmãos, decidimos adotar. more “Abril de 2016”