Abril de 2016

Querido diário, as esperanças de engravidar naturalmente se exauriram. À custa de muita meditação, muito choro, muita terapia e muitas conversas com meu marido e nossos pais e irmãos, decidimos adotar. Até porque soubemos que o processo é bem demorado, e se quisermos adotar um bebê – como é nosso sonho – isso deve acontecer dentro de quatro (sim, QUATRO) anos. Vamos atrás de informações para esta nova luta. Conseguimos agendar o “curso para adotantes” obrigatório no Fórum da Vara da Infância e Juventude mais próximo de nosso endereço para daqui a dois meses, apenas.

 

*Para ler a íntegra do Diário da Minha Não-Gravidez, clique aqui.

Se tem uma história parecida para me contar, me procure aqui.


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *