Afinal, histerossalpingografia dói?

Histerossalpingografia. Nome horrível, procedimento idem. Em todos esses anos investigando a causa da minha infertilidade, acabei me deparando com o pedido médico que eu mais temia: o do exame histerossalpingografia. A ideia era investigar o útero e as trompas para tentar entender a razão, o porquê depois de tantos anos tentando engravidar, ainda não tinha acontecido.

Como sempre, fui pesquisar no “dr. Google” para ver se encontrava algum referência. E os depoimentos que li foram assustadores. Comentei com uma amiga de Curitiba que eu já estava me enrolando há seis meses de medo de fazer a tal histerossalpingografia. E ela me disse: faça com o meu médico: o convênio cobre e ainda ele faz com anestesia. Rodei a cidade inteira atrás de alguém que fizesse assim. Não tive dúvida, fui de mala e cuia para Curitiba e fiz o temido exame com internação e anestesia. Realmente não senti nada, nem no pós-operatório.

Meu médico de São Paulo achou muito estranho realizar com anestesia. Depois do alívio de saber que estava tudo bem com as minhas trompas, fui atrás de mais informações e descobri que não é todo mundo que sente dor, embora a maior parte das leitoras aqui do Cadê relate este como o exame mais dolorido de todo o processo. E desde então eu tenho me perguntado: se a histerossalpingografia traz sofrimento para tanta gente, por que é tão difícil encontrar um lugar que faça com anestesia?

Com essa pulguinha atrás da orelha, fui conversar com a dra. Adriana de Góes, médica especialista na área de reprodução assistida e obstetrícia a respeito. Veja:

 Dra. Adriana de Góes

Para que serve o exame de histerossalpingografia?

A histerossalpingografia (HSG) é um exame ginecológico que utiliza raio-x com contraste com o objetivo de identificar a condição das trompas uterinas e eventualmente algumas malformações uterinas.

 

Toda mulher pode fazer?

O exame é indicado para todas as mulheres que apresentam dificuldades para engravidar e querem investigar as trompas.

 

Quando a histerossalpingografia deve ser feita?

Evita-se fazer após o período ovulatório, para que não corra o risco da mulher estar grávida, afinal é colocado um contraste dentro da cavidade uterina que poderia prejudicar a evolução de uma gravidez.

 

Ela deve ser feita em qual etapa do processo?

O exame de histerossalpingografia é indicado assim que começa a investigação da infertilidade e quando temos dúvidas se devemos fazer inseminação, que é colocar o semêm dentro do útero, ou fazer fertilização in vitro, que é colocar o embrião pronto na cavidade uterina.

 

Quem não precisa fazer?

Eventualmente, não é realizado quando a mulher apresenta algum diagnóstico de qualquer outra doença que já indique a fertilização in vitro, assim como alteração grave do sêmen do parceiro, pois na FIV não serão utilizadas as tubas uterinas.

 

Por que todas as meninas relatam que dói tanto?

O desconforto durante o exame é inerente ao procedimento, mas varia de acordo com a habilidade do profissional e também a paciente. Alguns profissionais mais experientes, ao invés de injetarem o contraste de uma forma rápida, fazem isso de uma forma mais lenta, na menor quantidade possível, para gerar menos desconforto para a mulher.

 

É possível fazer com anestesia? Por quê?

Não se faz este exame com anestesia porque a anestesia não é um procedimento inócuo.

 

Quais tipos de doenças a histerossalpingografia detecta?

As doenças diagnosticadas no exame são basicamente as malformações uterinas, que podem ser: útero bicorno, presença de pólipos no endométrio e miomas, que são tumores benignos do útero e podem atrapalhar a gravidez. O principal objetivo do exame é a avaliação das trompas uterinas que, se estiverem dilatadas ou obstruídas, podem ter a função prejudicada e impedir o adequado encontro do óvulo com  o espermatozoide.

 

Como essas doenças podem ser tratadas?

O tratamento é indicado de acordo com os exames analisados pelo médico. Um pólipo ou um mioma normalmente podem ser retirados por via histeroscópica. Já para as alterações tubárias, como hidrossalpinge e dilatação tubária, pode ser indicada uma cirurgia de retirada das trombas dilatadas e aumentar as chances de gravidez no processo de fertilização in vitro.

 

Para saber mais sobre a dra. Adriana de Góes, clique aqui.

 

Foto: Flickr/Jay Galvin


31 thoughts on “Afinal, histerossalpingografia dói?

  1. Gisele Cano de Oliveira Responder

    Oi Pri, acho que comentei com vc que já fiz esse exame 3 vezes, aliás já passei com a Dra Adriana e na época ela comentou que não sabia pq tinham me pedido pra fazer tantas vezes (e ainda bem não me pediu de novo), rs
    Realmente é um exame dolorido, algo como uma cólica forte mas ao menos não é demorado, tive 3 experiências distintas e te digo que a humanização do atendimento (especialmente da última), mesmo eu tendo sentido um pouco de dor em todas, fez toda a diferença. O mesmo acontece com a histeroscopia diagnostica, que já fiz umas 4x, mesmo tipo de desconforto, amenizado qdo há humanização no atendimento. Aliás, acho que na área médica se houvesse sempre essa preocupação com a humanização, todo e qualquer procedimento seria menos traumático pra gente.

    1. Pri Portugal Responder

      Disse tudo, Gi. Concordo plenamente! <3

  2. Débora Responder

    Foi o pior exame que já fiz na vida, quase desmaiei de dor, porém acho que varia de pessoa para pessoa, minha amiga fez a disse que doeu pouco e ela engravidou no primeiro ciclo após o exame!
    Apesar da dor, vale a pena para descartar algum problema mas trompas!

    1. Pri Portugal Responder

      Obrigada pelo seu comentário, Debora. Realmente varia muito de uma mulher para outra e o tratamento humanizado por parte do médico, como disse a Gi em um comentário aqui, ajuda muito. Bjinho.

  3. Adriana Comparsi Responder

    Olá! Fiz o exame em Porto Alegre na Fugare! Exame tranquilo sem dor, o médico fica presente no exame , faz anestésico local. Podem ir tranquilas !!
    Beijo!😊🙏🏻💕

    1. Pri Portugal Responder

      Muito bom ouvir histórias felizes, Adriana. Obrigada por dividir <3.

      1. Juliana Responder

        Ola eu fiz hoje em São Paulo no CURA com a dra. Carmen. Nao senti dor nenhuma e anestesia pelo que me informei não é necessária nesse procedimento. Apenas uma leve colica no final do exame. Estava muito nervosa e assustada antes do exame e me sinto na obrigação de dividor minha experiência e dizer que e realmente tranquilo. Quem ja fez colposcopia vai tirar de letra. Bjs à todas

        1. Pri Portugal Responder

          oi, Ju, fico contente que tenha sido uma boa experiência para você. Meu intuito com o post era justamente mostrar como minimizar a dor. Normalmente, quem tem algum probleminha nas trompas ou no útero sente um grande incômodo, algumas meninas relatam dores fortes, mas cada paciente reage de uma maneira e um médico sensível, com a aplicação correta e cuidadosa do contraste pode minimizar muito. Agradeço por compartilhar sua experiência positiva 🙂 Bjinho, Pri

  4. […] um médico. Comentei que estava tentando engravidar e ele me passou vários exames hormonais e uma h... cademeunenem.com.br/heitor-morreu-trombofilia
  5. […] família. Um ano se passou e nosso bebê não veio. Procurei um médico e fiz alguns exames, como a ... cademeunenem.com.br/ovario-policistico-varicocele-trombofilia
  6. Alana Moreira Responder

    Fiz esse exame hoje. Pra piorar, o catéter não ficava… O médico precisou colocar o catéter e o contraste 3 vezes.. Eu chorava de dor… Estou sentindo dor o dia todo. Foi muito triste ter que ir sozinha e sentir tanta dor, Meu Deus.. o que a gente não faz pra engravidar ..

    1. Pri Portugal Responder

      oi, Alana, sinto pelo seu sofrimento. Cada mulher reage de um jeito a esse exame chatinho e os médicos podem diminuir esse sofrimento com conhecimento técnico, empatia e acolhimento. Sinto que seu caso não tenha sido assim. Mas agora que passou, tente passar que esse exame vai te ajudar a chegar em um diagnóstico 🙂

  7. Ana Paula Responder

    Eu fiz o exame. É desconfortável e dolorido. Estou na torcida agora pra conseguir engravidar, estamos nesse caminho à 2 anos!

    1. Pri Portugal Responder

      Boa sorte, Ana! Bjinho

  8. Hildamara Responder

    Olá meninas, hoje fiz o histeriosalpingografia, o tão temido, e foi muuuuuuiiiitoooo tranquilo. Confesso que fui com muito medo, pois ouvi e li muitos relatos de dores, sangramentos e etc. Comigo foi super tranquilo, não senti dor, apenas um desconforto no início e ponto. Nada de cólicas, sangramentos, enjôo…nada! Durou cerca de 4 minutos e o médico que me atendeu foi o Fabrício na Clínica Villas Boas em Brasília., ele me explicou tudo antes do exame e me deixou bem tranquila. Abraços a todas e percam esse medo, pois o exame é tranquilo mesmo. Bjos

    1. Pri Portugal Responder

      Obrigada por dividir sua história e o contato do médico. Certamente vai encorajar muitas mulheres, Hildamara <3. Bjinho

  9. Juliana Responder

    Oi meninas, fiz hoje o exame e gostaria muito de compartilhar o meu relato com vocês. Eu fui muito assustada, pois já havia ouvido fala que era horrível, mal dormi a noite de tão nervosa que eu estava. Tomei uma hora antes um Feldene e um Buscofem gel e talvez isso tenha me ajudado. A médica, a enfermeira e a auxiliar foram muito queridas, me acalmaram e explicaram tudo o que aconteceria. Senti apenas cólicas, nada de anormal, elas me ofereciam entre um raio x e outro uma bolsinha de água quente que acalmava a dor quase que imediatamente. O exame não durou mais do que 20 minutos, apesar da previsão ser de 40 minutos. A médica disse que pelas imagens não havia nenhuma obstrução, talvez por isso tenha sido mais tranquilo. Saí de lá super bem, tive pouquíssimo sangramento, e usei bolsa de água quente a tarde, mais pq fico dengosa quando faço exames, mas dor forte não tive. Espero ajudar vocês, encorajar as que estão com medo (como eu tive), pois é um exame chatinho, ma super tranquilo… afinal se queremos engravidar dores muito maiores nos esperam. então encarar como uma preparação para a futura gestação me ajudem. Boa sorte a todas

    1. Pri Portugal Responder

      Fico muito contente que sua experiência tenha sido positiva e me sinto grata porque dividiu essa boa notícia com as leitoras aqui do site. Certamente vai encorajar muita gente. Quer dividir o nome da clínica também? Bjinho, Pri

  10. Acácia Batista Responder

    Gente, meu médico passou esse exame… Não quero ir fazer não! Muito medo.

    1. Pri Portugal Responder

      oi, Acacia, entendo como está se sentindo, pois também passei por isso, mas pense que estando bem informada, optando por médicos com um tratamento mais empático e humanizado, com a aplicação lenta do líquido… tudo pode minimizar a dor. Dá uma olhada nos comentários que algumas leitoras fizeram aqui no post e vc vai ver. Além disso, pensa que é um passo a mais em direção ao seu diagnóstico, e isso já pode confortar seu coração. Força, querida! Bjinho

  11. Natália Responder

    Fiz esse exame a 10 anos atras, e quando eu fiz doeu um pouco sim uma cólica muito forte mais suportável. quando fui buscar o Resultado, marquei com eu medico depois quase um mês e descobri que estava Gravida . kkkk ainda ele brincou falou que desentupiu o caminho da Felicidade.
    Hoje quero engravidar novamente e não consigo acredito que vou ter que fazer novamente esse exame .
    Beijos Meninas Boa Sorte

    1. Pri Portugal Responder

      Verdade, Natália, realmente algumas leitoras relatam a relação entre a histero e a gravidez, porque falando grosseiramente é como se as trompas ficassem “limpas”, né? Olha, eu acredito em uma evolução de 10 anos para cá e no seu empoderamento para pedir um médico de tratamento mais humanizado e ambiente acolhedor. Tudo isso minimiza a dor, como vc pode ver nos comentários das leitoras aqui no post 😉 Boa sorte. Bjinho

  12. […] procuramos um médico especialista em infertilidade. Exames de sangue para ver hormônios? Ok! Histe... cademeunenem.com.br/quatro-anos-tentando-engravidar
  13. Andreza Responder

    Nossa vou fazer esse exame amanhã, estou apavorada 🙁

    1. Pri Portugal Responder

      Ai, Andreza, pena que só vi hoje 🙁 se não teria te mostrado depoimentos de meninas que não sentiram dor… como foi?

      1. Andreza Lacerda Responder

        Um horror! Tomei um remedio sublingual… mas senti muita colica, sai de la curvada e chorando… passei bem mal o reto do dia.. mas sobrevivi! Abalada porque moro longe da minha familia e estou passando por tudo sozinha, não esta sendo facil!

        1. Pri Portugal Responder

          🙁 nossa, que triste. Tem meninas que dão sorte com suas equipes médicas e sentem esse acolhimento na hora do exame, o que já faz toda diferença, né? Sinto muito por ter sido difícil para você. Também tenho relatos de meninas que sofrem mais porque tinham realmente algo nas trompas e o que alivia é saber que esse é um caminho para o diagnóstico e a cura. Sinta-se abraçada. Bjinho, Pri

          1. Andreza Lacerda

            Obrigada pelo carinho!

  14. Tatiane Responder

    Boa tarde a todas. Fiz o exame na sexta, num laboratório aqui em SP. Lá eles não utilizam o processo de pinça, então o exame é praticamente indolor. Tomei um buscopan e um feldene antes do exame e depois não precisei de mais nada. Mantive repouso durante o dia só para evitar mesmo qualquer complicação. A equipe foi fofa e me deixou muito a vontade. Caso precisem posso indicar o laboratório, mas tive uma surpresa super positiva.

    1. Pri Portugal Responder

      Fico muito contente de ler isso, Tatiane. Divida com a gente o nome do laboratório, sim, por favor. Bjinho, Pri

      1. Tatiane Responder

        Fiz no Laboratório Alta Excelência Diagnóstica, na Unidade do Higienópolis, na cidade de São Paulo. Realmente não me arrependi… como compartilhei acima, senti uma cólica suportável, parecida com a menstrual. Não há necessidade de uso de anestesia ou anestésico e não precisei tomar mais nenhum medicamento após o exame. Vida normal… sai andando, falando, feliz da vida e tranquila. O meu plano de saúde não era aceito neste laboratório, então tive que fazer particular. O exame foi R$ 800,00, mas após ler os comentários de dor e ter conhecidas que precisaram ficar de cama, tomando anti inflamatório, achei que foi um investimento.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *