Outubro de 2015 

Querido diário, contamos tudo para o médico e ele pensou: “vamos fazer uma biópsia do seu endométrio. É mais invasivo, mas ele pode ter algo que a ressonância não identificou, visto que a princípio, você ‘engravidou’. Só que o embrião não se fixou no útero”.

Fiz a biópsia em Curitiba, onde consegui um bom médico pelo meu plano de saúde. Meu endométrio foi diagnosticado como “disfuncional”. Disfuncional, segundo meu médico, significava que eu ainda não tinha endometriose (um dos terrores de quem deseja engravidar, visto que é uma doença silenciosa e que acomete muitas mulheres), mas caminhava para uma.

Ele sugeriu, então, um procedimento com anestesia e internação no hospital (na minha cabeça: horror!) para fazer uma aspiração do endométrio. É como se, explicando para leigos, você raspasse a cabeça na esperança de que o novo cabelo nascesse melhor.

Será que agora vai?

 

*Para ler a íntegra do Diário da Minha Não-Gravidez, clique aqui.

Se tem uma história parecida para me contar, me procure aqui.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.