Setembro de 2014

Meus pais resolvem nos incentivar em uma nova tentativa de fertilização – e dão o apoio emocional e financeiro necessário para isso. Mas, desta vez, o resultado foi ainda mais dolorido: apesar de um estímulo hormonal ainda maior, não tivemos sequer um embrião, pois meus óvulos não amadureceram o suficiente. Muito abalada, começo a sentir um aperto no peito que parece não passar nunca, e me persegue dia e noite. Eu não diria que entrei em depressão – até porque sempre fiz acompanhamento com minha terapeuta de florais, mas a coisa, definitivamente, não ia bem.

 

*Para ler meu diário inteiro, clique aqui.


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *