Alimentos que ajudam a curar doenças autoimunes

Endometrite e tireoidite de Hashimoto são duas condições que podem atrapalhar uma mulher que deseja engravidar naturalmente – eu que o diga. Em comum, essas doenças autoimunes significam que o sistema de defesa do nosso organismo está “desorientado” ou desequilibrado. Ou seja, ele ataca a si mesmo e os órgãos que deveria proteger.

As doenças autoimunes podem se manifestar de várias outras formas, como diabetes tipo 1, lúpus e artrite reumatoide. O tratamento costuma envolver anti-inflamatórios e medicamentos à base de cortisona, que causam efeitos colaterais indesejados, como o inchaço.

Foi por isso que me interessou tanto este artigo do chef de cozinha Seamus Mullen, autor do livro Real Food Heals, algo como “Comida de verdade cura”. Ele aponta alimentos que ajudam a curar doenças autoimunes e, nem preciso dizer, sem efeitos colaterais. Seamus tem artrite reumatoide e desenvolveu a pesquisa para tentar se curar, visto que sofria muito no tratamento da doença.

Depois que trouxe esses alimentos para sua dieta, Seamus tem surpreendido os médicos com os ótimos resultados dos seus exames. “Em todos os (últimos) check-ups, os marcadores da minha doença deixaram de existir. Foi uma alegria viver esse processo porque minha transformação veio de um cozinhar consciente e de ingerir comidas deliciosas”, conta.

 

Tchau, doenças autoimunes!

Chega de explicações e vamos à lista dos alimentos que ajudam a regular seu sistema de defesa:

*coco: substituir o óleo de canola (ou milho) por óleo de coco é como trocar o vilão pelo mocinho, em termos anti-inflamatórios;

*abacate: ele ainda tem gorduras boas, fibras e potássio;

*aspargos: são ricos em glutationa, um componente desintoxicante que ajuda a frear os radicais livres e a lutar contra o câncer e inflamações;

*ovos: contêm zinco, ferro e vitaminas A, D, E e K. São ótimos para a pele, o cérebro e o fígado;

*peixes gordos: anchova, sardinha e cavalinha reduzem a pressão arterial e previnem o entupimento das artérias por gordura;

*tubérculos: cenoura, nabo, rabanete e batata-doce são bons exemplos de alimentos com nutrientes vitais para combater doenças autoimunes;

*macadâmia: essa castanha é pouco conhecida no Brasil, mas tem poder antioxidante e regula o intestino – onde se concentra grande parte das nossas células de defesa;

*frango caipira: proteína animal da melhor qualidade, principalmente quando os bichinhos crescem soltos e sem sofrimento – ou antibióticos e outros medicamentos.

 

Fotos: Flickr/liz west (aspargos), Flickr/ Hafiz Issadeen (coco), Flickr/ woodleywonderworks (abacate)


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.