Como se sentir criança novamente e combater o estresse

Uni-duni-tê-salamê-minguê… ser adulto não é fácil: boletos, chefes, clientes, prazos, trânsito… ser adultA é mais difícil ainda: menstruação, casa, relacionamentos familiares nem sempre fáceis… ser adulta e tentar engravidar, então… exames, médicos, diagnósticos, tristeza. E aí a gente precisa achar um escape para tudo isso. Como? Que tal aproveitar o dia delas para aprender a se sentir criança novamente e combater o estresse?

Atividades lúdicas que fazem a gente se concentrar e esquecer da vida lá fora são a resposta. Eu resolvi começar a fazer aulas de balé. Um dia ainda vou contar mais disso aqui. Era um sonho de infância frustrado e está funcionando bem para me desligar do mundo. Como qualquer dança, o balé demanda 100% de concentração e por isso é uma forma genial de combater o estresse. Tenho uma conhecida que adora salsa, faz aulas particulares e sempre que pode vai em barzinhos especializados exercitar seus passos.

Uma amiga foi esses dias com o marido em um paredão de escalada e passaram a tarde lá, se divertindo. Aqui em São Paulo mesmo. Tenho outra amiga que pega os finais de semana para ir ao interior praticar pequenas aventuras, como bóia-cross.

Eu não resisto a um bambolê, a um iô-iô e a pular corda – embora nunca mais tenha pulado elástico, minha brincadeira favorita quando criança. Taí uma boa ideia para o dia de hoje. Também adoro brincar com jogos de tabuleiro: War, Jogo da Vida, Banco Imobiliário… e amo jogar baralho – mal de família. Tudo coisa acessível, fácil de encontrar e até de comprar. Não tem desculpa, né? Não vai sobrar ninguém ranzinza perto de você, aposto. Sem contar que é um bom “treino” para quando os filhotes chegarem. Eu, definitivamente, quero ser aquela mãe que brinca com os filhos <3.

Brincar, assim, sem pensar em “queimar calorias”. Apenas por brincar. Divertir-se sozinha, com as amigas, com o marido, com quem quiser. É esse o segredo para combater o estresse. Não tenho dúvida.

PS: sim, sou eu na foto, há pouquíssimos anos atrás. #sqn

 

 


Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *