O reencontro de Friends e a infertilidade da Monica

Está prometido para o final deste mês o grande reencontro de Friends e eu tenho uma boa história sobre a série pra contar, mas contém spoiler.


.
Só fui assistir depois dos 30 anos, graças ao meu marido que, um belo dia, na videolocadora (alguém lembra?) sugeriu que alugássemos o box (alguém lembra?) da primeira temporada. “Eu não acredito que você nunca viu mesmo”, me disse.
.
Estávamos começando a tentar engravidar e a história da Monica e do Chandler me comoveu profundamente em uma época em que a palavra infertilidade parecia tão distante da minha realidade quanto qualquer outra doença.
.
Me comoveu especialmente porque me identificava muito com a Monica em uma série de questões (nerd, louca por comida, organizada rsrsrs). Me comoveu porque, acostumada aos finais felizes e gravidezes rápidas do cinema e das novelas, eu não imaginava que não poder ter filhos poderia ser uma dor.
.
E aqueceu muito meu coração ver que a história deles, mesmo sem a gestação que a Monica tanto sonhava, teve seu final feliz.
.
Também me impressionou ver o quanto a vida de todos eles mudava com a chegada de um filho. A ponto de se mudarem do adorado apartamento e encerrarem a história.
.
Anos depois, vivi quase tudo isso: a infertilidade, o sofrimento, o processo de adoção (que não foi concluído porque acabei engravidando, como vocês sabem) e a mudança imensa de vida que ter um filho traz.
.
Agora, no reencontro de Friends, quero mesmo saber como andam as vidas de Monica, Chandler, Joe, Ross, Rachel e minha favorita, Phoebe.
.
E você? Qual história de Friends era sua preferida? Qual mais representava sua vida?


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.