Florais como cura da infertilidade

Na procura por um tratamento natural, não invasivo e sem contraindicações para curar sua infertilidade, você pode acabar se deparando com os florais (de Bach, de Gaia, da Califórnia, do Alaska…) e foi o que aconteceu comigo. Eles já me proporcionaram grandes transformações, inclusive diminuíram consideravelmente minha TPM e minhas cólicas menstruais. Não é magia, não é chá: é uma ciência séria, estudada desde a década de 30, que funciona mesmo. E ninguém melhor para explicar como eles agem no corpo e nas emoções da gente que a minha terapeuta, a Ana Roxo, que atua há 14 anos, é superexpert e inclusive dá cursos na área.

“Em primeiro lugar, os florais tratam pessoas ou seres e não condições físicas ou doenças e, portanto, não recomendamos florais para uma condição. Neste e em todos os casos deverá acontecer um entendimento mais amplo da situação atual e de vida desta pessoa. Desde um perfil básico até questões mais remotas na história pessoal que podem ter contribuído para um quadro se estabelecer. O trabalho que os florais propõem é melhorar a percepção de si e entender padrões e crenças que, muitas vezes, são limitadoras e interferem diretamente nas nossas emoções, sentimentos e comportamentos, podendo, por consequência, interferir no corpo físico”, diz.

Quer exemplos do que pode causar infertilidade? Se você não se sente capaz de assumir a responsabilidade de ser mãe, tem dúvidas quanto à escolha do pai do seu bebê ou mesmo a qualidade do casamento como base para uma família, se sente medo de perder sua liberdade, se sofreu violência ou traumas… tudo isso, enquanto não for resolvido, pode complicar ou até impedir uma gravidez. Então, nada como uma boa conversa com um profissional especializado.

Mas existem, sim, florais que trabalham princípios fundamentais para mulheres que querem ser mães. “De maneira geral, os florais femininos são muito recomendados nessa fase, como o Alpine Lily (Florais da Califórnia), pois trabalham fundamentalmente o prazer de ser mulher, com identidade, aceitação e integração harmoniosa do corpo feminino e seus órgãos. Já o She Oak (Florais do Bush Australiano) trabalha equilíbrio hormonal, concepção e fertilidade nas mulheres. O Pomegranate (Florais da Califórnia) atua no princípio da criatividade feminina e propõe a percepção dos valores da nossa contribuição feminina para o mundo, na vida pessoal, familiar e profissional, e na preparação da identidade feminina para o acolhimento de um novo ser. O Mariposa Lily (Florais da Califórnia) trabalha a consciência maternal, nutrição e vínculo afetivo mãe-filho enquanto o Pregnancy Support (Florais do Alaska) auxilia na criação de um espaço de acolhimento e nutrição para o desenvolvimento de um bebê. Pensaria também em Indian Paintbrush (Florais da Califórnia), que fortalece o princípio criativo”, explica.

 

*Foto: Flickr/ Pearly85


8 thoughts on “Florais como cura da infertilidade

  1. Bruna Mello Responder

    Adorei!! Uso todos esses florais inclusive ❤️❤️❤️

  2. Vania Responder

    Boa noite !
    Meu nome é vania.
    Já sou casada há 18 anos.
    Nunca tomei pílula e nao consigo engravidar.
    Tem algum floral que pode me ajudar?
    Obrigada! !!!

    1. Pri Portugal Responder

      Oi, Vania, tudo bem? Existem diversos florais que podem ajudar, sim. Já falamos no site sobre essa e outras terapias alternativas, como acupuntura e óleos essenciais, vc chegou a dar uma olhadinha? Se estiver no celular, desça até o fim dos posts e digite sua busca lá na lupinha. Se tiver dificuldades me avisa que eu te ajudo. E seja muito bem-vinda ao Cadê Meu Neném?. Sinta-se acolhida e abraçada. Beijinho

  3. Glayce Torres Silva Lima Responder

    Muito bacana todo o texto. Porém, a maioria das mulheres que não conseguem engravidar não é por bloqueio emocional, e sim por algum motivo que causa a infertilidade; miomas, endometriose, síndrome dos ovários policísticos. É muito triste uma mulher que tem alguma doença que causa a infertilidade ler e ouvir que não consegue engravidar pq a “cabeça não deixa”. Pq é ansiosa, pq não está preparada, pq não tem estrutura emocional… dentre tantas outras coisas que ouvimos…

    1. Pri Portugal Responder

      Concordo plenamente, Glayce. Se vc navegar aqui pelo site vai ver que sempre falo isso. Mas essa reportagem dos florais vem inclusive de uma experiência minha: faço terapia há anos e posso te garantir que ela me ajudou a sobreviver durante o longo período em que lutei contra a infertilidade. Porque se por um lado ninguém deixa de engravidar por querer muito isso, atravessar o processo com o mínimo de equilíbrio emocional é muito importante. Bjinho

  4. Janaína Dutra Franco Responder

    Adorei saber sobre os florais, estou estudando mais este assunto pq estou tentando ser mãe 7 anos. Fz o tratamento para infertilidade, histerossalpingografia, videolaparoscopia, coito programado e nada tenho nem meu esposo, no momento estou aguardando ser chamada para FIV no hospital aqui do RS. Comecei a ler muito sobre a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), fiz auriculoterapia com foco na fertilidade, estou cuidando da alimentação, já substitui o café preto pelo chá da camomila, cuidando mais da energia do rim. Onde posso adquirir os florais e quais me indicariam?

    1. Pri Portugal Responder

      oi, Janaína, bem-vinda ao Cadê. Os florais não são tão simples assim, pois você precisa da orientação de uma terapeuta habilitada. Mas eu recomendo este tratamento de olhos fechados, pois para mim fez muito bem, sobretudo na questão de suporte emocional. Vc mora em São Paulo? Indico conversar com a Ana, que me deu a entrevista e é minha terapeuta. Bjinho

    2. Wilma Responder

      Tenta constelação familiar. Boa sorte.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.