O Cadê Meu Neném? no Fantástico!

Ainda estou no calor da emoção porque o Cadê, meu projeto do coração, acabou de aparecer no Fantástico e vamos poder chegar a mais pessoas. Sejam bem-vindas, meninas que estão chegando aqui pela reportagem. Desejo que se sintam acolhidas ❤️.

Para assistir, clique aqui.


30 thoughts on “O Cadê Meu Neném? no Fantástico!

  1. Rafaela Maciel Responder

    Que lindo a história de vcs…
    E assistindo esse episódio e dando uma rápida olhadinha no site é como recuperar o fôlego. Uma injeção de ânimo nesta minha esperar que dura 7 anos… vamo que vamo pois o caminho continua e a fé está a frente…. parabéns…

    1. Pri Portugal Responder

      Oi, Rafa, foi o tempo que durou a minha também, então entendo o que vc está sentindo. Vc já buscou seu diagnóstico com médicos de outras áreas? Endocrino para tireoide, imunologista para células NK, trombofilia e endometrite por exemplo? Minha resposta eu tive assim 😉 Boa sorte e volte sempre. Bjinho, Pri

  2. Lilian Macedo Responder

    Fiquei tão emocionada e feliz que conseguiu, que venha com muita saúde 🙏🙏🙏❤❤❤🎉🎉🎉.

    1. Pri Portugal Responder

      <3 ai, que linda, Lilian! Muito obrigada. Bjinho

  3. Fabiana Responder

    Boa noite! Tenho 34 anos e estou tentando engravidar desde os 30 anos. No começo os médicos diziam que era para relaxar, porém logo em seguida procurei um médico de fertilidade e fiz 4 meses de tratamento com hormônios. Fiz cirurgia de endometriose e nada, não tinha nada! Alguns meses depois fui a uma endócrino e descobri que tinha insulinoma no pâncreas, um tumor raro que tive que retirar. 1 ano depois procurei novamente um endócrino pois minha menstruação vem muito e minha tireóide está alterada. Gostaria de saber se era essa alteração que você tinha, digo da menstruação e tireoide e quais exames você fez. Qual médico procurou? Obrigada!

    1. Pri Portugal Responder

      oi, Fabiana, seja bem-vinda ao Cadê. Eu tenho tireoidite de Hashimoto, mas nunca notei alteração na menstruação – exceto pelo fato de ter uma borra no começo e no final – então por isso demorei para descobrir. Nem na ultrassonografia apareceu. Foi uma combinação de exames de sangue que detectou. Mas eu tb tinha trombofilia e células NK, por exemplo, algo que detectei com um imuno 😉 Te recomendo não sossegar até descobrir seu diagnóstico, viu? Dá uma tranquilidade pq a gente fica sabendo por qual caminho seguir. Bjinho, Pri

  4. Jaque Responder

    Olá! Acabei de assistir a reportagem do Fantástico e vi o site. Corri aqui e encontrei um oásis. Olhando rapidamente, pensei: “Nossa, por que eu não havia encontrado isso antes?” Há 5 anos desejo uma gravidez. Na verdade, desejo um filho, pois são coisas diferentes. Não consegui nem uma coisa, nem outra ainda. Minha história é meio longa e provavelmente parecida com a de muitas leitoras, talvez uma hora eu conte. O fato é que só quem passa por isso entende o quanto é importante encontrar um site como este, onde haja empatia, onde não nos sintamos amaldiçoadas (quem nunca?). Enfim, passei apenas para parabenizá-la por sua iniciativa, que sim! ajuda muitas pessoas. Que bom que você conseguiu engravidar e que esse filho traga muita luz e felicidade para a tua vida. Ele é muito sortudo, pois terá pais que o desejaram mais que tudo. Bjs!

    1. Pri Portugal Responder

      ô, Jaque, que comentário lindo. Fiquei emocionada <3. Você tem razão: engravidar e ser mãe não necessariamente andam juntos. Eu tenho pra mim que, quando desejamos um filho com amor, somos mães antes mesmo de sermos oficialmente. E não tem como uma pessoa com tanto amor no coração estar sendo punida ou castigada. Às vezes é tudo questão de um (duro) aprendizado. Muito amor pra vc. Bjinho, Pri

  5. Sheila Alves de Oliveira Nascimento Responder

    Eu vim pela reportagem. Quero passar horas, dias por aqui. Ler, descobrir, conhecer muitas coisas por aqui. Parabéns pelo bebê. Desejo muita saúde, paz e luz.

    1. Pri Portugal Responder

      Muito obrigada, Sheila <3. Entre e fique à vontade, diminuir a solidão desse momento e trazer informação séria para empoderar as mulheres é tudo o que desejo com o Cadê. Bjinho, Pri

  6. Responder

    Vi a reportagem e cá estou.! Vou ler tudinho do seu blog … São de histórias assim que precisamos ouvir cada dia mais.
    E claro, parabéns pelo seu filho, que venha com saúde porque o amor já está transbordando

    1. Pri Portugal Responder

      Muito obrigada, Lô. E seja muito bem-vinda ao site. Volte sempre <3. Bjinho, Pri

  7. Ludimily Responder

    Nossa…estava deitada assistindo netflix….ai do nada resolvi mudar para globo e estava na sua reportagem…foi Deus…foi como uma luz…logo ja vim procurar na internet…me identifiquei várias vezes com vcs…agora estou aqui deitada chorando e pensando será que um dia tb terei um final feliz?

    1. Pri Portugal Responder

      Eu acredito, Ludimily! Vc já tem um diagóstico? Bjinho, Pri

  8. Andreza Responder

    Assisti a reportagem, achei o máximo e me identifiquei bastante. É um caminho solitário. Sou mãe de uma menina de 6 anos e de um anjinho que partiu c 11 dias de vida, meu bebê tinha um problema no coração. Demorei 4 anos p engravidar pela segunda vez, tive dois abortos espontâneos. Há dois tento novamente engravidar, há um ano tive mais um aborto. É um vazio… Sempre senti as dorzinhas da ovulação, e não entendia o por que da demora em engravidar. Esse ano descobri, por insistência minha, que meu marido tem baixa contagem e baixa mobilidade. Ele não quer fazer nenhum tratamento, nem exames… e pra piorar fiz 40 anos..

    1. Pri Portugal Responder

      oi, Andreza, bem-vinda ao Cadê, desejo que se sinta muito acolhida. Realmente parece um caminho solitário, mas somos em muitas e unidas podemos mais <3. Infelizmente a infertilidade masculina ainda é um tabu maior que a feminina. E os exames dele são muito mais simples, né? Vc sabe por qual motivo ele não quer fazer? Às vezes é medo de sofrer novamente ou te decepcionar... acredito do fundo do coração que tudo pode ser resolvido com uma boa conversa. Quem sabe ele não muda de ideia? Bjinho e boa sorte.

  9. Jessica e Rafael Responder

    Cheguei ate aqui por causa da reportagem, ja li todo o seu diario e estou imensamente feliz por vcs 3. Me encontrei em cada palavra. Parabéns!

    1. Pri Portugal Responder

      Fico contente, Jessica, desejo que se sinta acolhida aqui e volte sempre <3. Bjinho, Pri

  10. Ariana Responder

    Boa Noite Priscila!

    Tudo bom?
    Primeiramente queria te dar os parabéns pelo seu tão sonhado positivo, só quem passa por isso tem a ideia de como aguardamos por esse dia.
    Me identifiquei muito com a sua história, pois em maio/16 parei de tomar o remédio e desde então já foram 3 meses de estimulação com Clomid, 2 FIVs, muitos exames (baixa contagem de óvulos e espermas, endometrite, trompas fora do lugar adequado) mais um monte de exames que farei agora e uma esperança de que vai dar certo na hora de Deus.
    Queria saber em qual médico fez a sua FIV agora e se ele fez alguma abordagem diferente que você acredita que possa ter facilitado a gravidez. Ou se tudo que tratou antes foi o que auxiliou no resultado positivo.
    Sempre tive vontade de escrever sobre para que outras mulheres que passam pela mesma situação não se sintam sozinhas e tenham esperança, e foi bom ler sobre vocês pois isso me dá mais força ainda em busca do meu positivo.
    Que seu bebê seja abençoado!

    1. Pri Portugal Responder

      oi, Ariana, seja bem-vinda ao Cadê. Desejo mesmo que se sinta acolhida. Aqui tenho grande parte das respostas às suas perguntas: http://www.cademeunenem.com.br/se-voce-esta-chegando-pelo-fantastico/
      O que acredito que possibilitou minha gravidez foi uma combinação de diagnóstico + tratamento, autoconhecimento (anotei td o que houve nas outras FIVs e orientei o médico nesse sentido). Eu cheguei a impor ao médico uma dosagem menor de hormônios pq sabia que meu corpo especificamente responderia melhor assim. E busquei um excelente laboratório para a FIV (InVida, do Sírio). Também mantive um pensamento mais positivo, pois tinha planejado fazer mais duas FIVs e, a última, com óvulo doado se nada tivesse dado certo. Então esse estado mental também me ajudou a ter mais força. 🙂 Boa sorte e me atualiza! Bjinho, Pri

  11. Tânia Responder

    Eu vi a reportagem no fantástico e descobri seu site. Adorei. PARABÉNS pela alegria da maternidade!! 😊🌷

    1. Pri Portugal Responder

      Muito obrigada, Tânia, e volte sempre ao Cadê.
      Bjinho

  12. Kenia Responder

    Foi maravilhoso!! Fiquei emocionada…
    Parabens duplamente!

    1. Pri Portugal Responder

      <3 muito obrigada, Kenia. Bjinho

  13. CÍNTIA DE KÁSSIA PEREIRA MELO Responder

    Olá, bom dia. Obrigada pelas boas vindas. Cheguei aqui a partir da reportagem do fantástico mesmo. Identifiquei-me muito com a reportagem, assisti junto ao meu marido e no fim ele perguntou se eu assistir isso não era tortura pra mim. Falei que podia até ser ( a primeira vista foi mesmo), mas que eu precisava assistir para saber quais caminhos devo seguir e se estou no caminho certo. Nesse primeiro episódio descobri seu blog e também o exame Hormônio Anti-Mülleriano. Você me inspirou, acho que vou escrever um diário também (ou um blog.. rsrsrs) Já escrevi antes, tenho 10 anos de memórias escritas a mão, dos 18 aos 28 anos, acho que será bom voltar a escrever, agora sobre esse meu sonho tão importante. Hoje pela manhã entrei no site do fantástico e fiquei tão chateada com alguns comentários, principalmente de homens, na reportagem. Acabei comentando lá também, pra registrar meu repúdio a alguns comentários babacas e idiotas. Fico feliz que você conseguiu, espero conseguir também, mas, verdadeiramente não tenho como desembolsar dinheiro para possíveis FIV, tentarei apenas inseminações mesmo.

    1. Pri Portugal Responder

      Querida Cíntia, bem-vinda ao Cadê. Fico contente que a matéria tenha te inspirado. Escrever é quase terapêutico para mim e, sabendo que podia informar e inspirar outras mulheres, me fez ainda mais bem. Busque seu diagnóstico, não desista dele. É mais importante que juntar grana para uma FIV, acredite. Observe seu corpo e se informe sobre todos os possíveis exames. E força! Bjinho, Pri

  14. SHEILA Responder

    Priscila, assisti ontem a reportagem. E chorei. Chorei porque mesmo vivendo um momento de serenidade nesta espera (4 anos) pela gravidez, me vi naquelas histórias, lembrei da tristeza que é se frustar a cada mês, e de como essa ferida dói.
    Emocionei-me ao ver sua história e no final ver que era VOCÊ a moça da reportagem – lembrei imediatamente do seu blog e chorei feliz por sua tão esperada conquista. Que lindo ver que você conseguiu! Parabéns! Imagino sua alegria!
    O mais legal de tudo foi que não senti uma certa “cobiça” por você ter conseguido – como às vezes senti com amigas tão próximas e praticamente irmãs minhas que não tiveram dificuldade nenhuma para engravidar – senti sim, FELICIDADE por saber que alguém que teve dificuldade para engravidar, como eu tenho, conseguiu realizar seu sonho. Foi genuíno, foi emocionante.
    Um grande abraço e mais uma vez: PARABÉNS, MAMÃE!

    1. Pri Portugal Responder

      Que lindo, Sheila, muito obrigada. Sabe que comigo acontecia o mesmo? Quando alguém que tinha demorado e lutado muito para conseguir finalmente engravidava eu sentia minhas esperanças renovadas, fico contente que minha história tenha feito o mesmo por vc. Vc já tem um diagnóstico? Bjinho, Pri

  15. Lilian Machado Vechiato Responder

    Ola ! Boa noite ! Por favor, eu vi a reportagem no fantwstico e me identifiwuei muito com você. Em Julho/2017 sofri meu primeiro aborto espontâneo. Fui no medico e ele disse qyecnao se sabe a causa do aborto. Apos 1 ano de tentativa, consegui engravidar, porem com 6 semanas tive aborto espontâneo novamente.
    Eu quero um diagnostico, justamente para eu poder me tratar e conseguir ser mae. Ja estou com 36 anos e 8 meses.
    Voce mora em Sao Paulo ? Qual medico te deu o diagnostico que voce precisava ? Wuaus ecames foram feitos ? Pode ne infmdicar um medico bom quecrealnebte se preocuoe e pecw exames ate descobrir o que eu tenho e porque nao consigo segurar o bebe e logo no inicio ja sofro aborto espontâneo ?
    Eu serei eternamente grata ! Muito obrigada !

    1. Pri Portugal Responder

      oi, Lilian, seja bem-vinda ao Cadê, desejo que se sinta acolhida por aqui. Moro em São Paulo, sim, e todas as suas respostas (espero hehehe) estão aqui: http://www.cademeunenem.com.br/entrevistei-o-medico-causas-da-minha-infertilidade/ Mas fique à vontade para me procurar se tiver alguma dúvida ou quiser conversar, ta? Bjinho, Pri

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *